Facebook
Twitter
Youtube
Discord
Mixer

Review – Treasure Stack – 7/10

Indie Reviews Xbox One Xbox One S Xbox One X

DATA DE LANÇAMENTO 1 de Março de 2019 
ESTÚDIO
PIXELAKES LLC
EDITORA PIXELAKES LLC
SINGLE-PLAYER ✅
MULTIPLAYER ✅

CO-OP ONLINE ❌
CO-OP LOCAL ✅

DLC ❌
CATEGORIA Ação, Competitivo, Puzzle, Party-Game
PREÇO 19,99€
PLATAFORMA ONDE FOI JOGADO Xbox One X
OPTIMIZAÇÕES PARA A XBOX ONE X 4K Ultra HD, Xbox One X Enhanced
SITE OFICIAL

por Hugo Urbano
Kaizord

Treasure Stack – Sei empilhar tesouros melhor que tu!

Olá! Hoje trago-vos a análise e crítica de Treasure Stack, um jogo competitivo de puzzles que reinventa uma fórmula de 1995 (na Europa) de Wario’s Woods, mas mais que ser um sucessor espiritual do antigo titulo da NES, Treasure Stack é um título divertido que oferece muito conteúdo para os entusiastas de jogos de puzzle.

Em Treasure Stack, o objetivo é empilhar baús de tesouro com a mesma cor juntos e depois com a chave da respetiva cor abrir os mesmos, libertando assim espaço no ecrã para que possamos continuar na nossa tarefa de abrir o máximo de tesouros possível antes que cheguem ao limite do ecrã e seja game over, clássico em jogos como Tetris e o já falado Wario’s Woods.

Além dos tesouros, temos também que limpar da nossa zona de jogo uns blocos que não combinam ou abrem com qualquer tipo de chaves. Para os libertarmos, temos que abrir baús adjacentes a estes blocos ou então usar habilidades especiais como deixar cair uma bigorna e limpar uma linha vertical de blocos chatos! Para vos ajudar nesta tarefa, terão que controlar uma personagem que pode pegar em um ou dois blocos (tesouros, chaves, pedras ou itens especiais) e que dispõe de um gancho para puxar os variados tipos de peças diretamente para as suas mãos (mais conhecido como hard drop em Tetris e outros jogos de puzzle games).

Com esta premissa simples de jogabilidade, engane-se quem pensar que Treasure Stack é simples e não oferece desafios! Treasure Stack é o exemplo perfeito do velho ditado gaming: Fácil de aprender e difícil de ser mestre. As primeiras sessões a solo são simples e fáceis de gerir alguns tesouros no ecrã, mas quando passamos ao modo online competitivo, ou a jogar com outras pessoas em local co-op percebemos que afinal não somos assim tão bons a empilhar e abrir tesouros!

Treasure Stack dispõe de três modos principais de jogo: Online, Solo e Co-op. Para os entusiastas de bater recordes, o modo Solo estará presente na maior parte das vossas sessões pois é o único modo que não oferece competição direta contra outros jogadores e, no caso de Treasure Stack, não existe a possibilidade de jogar a solo contra uma IA, o que infelizmente condiciona as opções que os jogadores têm para praticar o seu empilhamento de baús contra outros jogadores. Mesmo a nível de diversão, pessoalmente só me consegui divertir no ritmo frenético e rápido de Treasure Stacks na experiência online e contra outros jogadores, onde acredito que resida o brilho e o destaque deste jogo em comparação com outros do mesmo género.

O modo local co-op apresenta diversão para até quatro amigos e aqui a diversão é garantida! Um excelente party-game para partilharem com os vossos conhecidos! No final garantidamente poderão dizer que sabem empilhar tesouros melhor que qualquer um dos vossos amigos… E isso não tem preço! Ou tem, se forem muito chatos com isso, como eu!

Tocando agora no modo online, onde jogamos o mesmo estilo de jogo mas agora um contra um, esta é sem dúvida a melhor experiência em Treasure Stacks. O que mais me impressionou foi certamente a atenção ao detalhe e o pensamento por detrás deste modo. O modo Season, o mais competitivo, funciona por temporadas: o jogador começa num rank baixo e com as suas vitórias ou derrotas vai subindo de divisão, esta característica para mim é muitíssimo inovadora e bem-vinda! À semelhança de jogos como League of Legends e outros em que existem temporadas e recompensas no final da mesma consoante a nossa qualificação final, ter um jogo de puzzles em que sou recompensado pelo meu esforço e por cada vez jogar melhor é sem dúvida um ponto muito forte e que promete fidelizar mais jogadores a Treasure Stacks. Infelizmente na versão atual do jogo, apesar de este contar as vossas derrotas e vitórias… Visualmente (como na imagem abaixo) as derrotas e vitórias não estão a aparecer, mas certamente será resolvido. Outro ponto extremamente negativo passa por em cada final de jogo, em vez de os jogadores serem remetidos para o menu de Season para jogar um novo jogo… são remetidos para o Menu Inicial, o que torna toda a navegação dos menus inconsistente e frustrante…

No modo casual podem esperar uma experiência mais relaxada em comparação com o Season mas dentro do mesmo modo de jogo (1vs1), já no modo Private, podem criar as vossas próprias salas e convidar os amigos que convenceram a comprar o jogo para mais empilhamento e abertura de tesouros! Nada a apontar, ambos os modos cumprem a sua função!

(O menu Online é simples e fácil de navegar.. Mas infelizmente, após uma sessão aqui, somos levados de volta ao menu inicial… Algo a melhorar.)

A nível de conteúdo, além da excelente jogabilidade, Treasure Stack oferece aos jogadores mais de 100 itens cosméticos para desbloquearem e equiparem no vosso empilhador favorito! Desde a novos heróis a ganchos, podem tornar o vosso Stacker (acabei de criar este termo) à vossa imagem e terem uma presença única online enquanto destroem a esperança dos mais novatos com as vossas habilidades extremas de empilhamento. Cada atividade oferece recompensas de XP que, ao subirem de nível, desbloqueia então novos itens, como já referi nesta review, no final de cada temporada. Se obtiverem pelo menos a qualificação de Bronze, ganham o item correspondente e assim sucessivamente até chegarem a Gold (onde recebem as três recompensas).

Em termos de jogabilidade a curva de aprendizagem de Treasure Stack é bastante razoável e permite mesmo a jogadores que nunca jogaram um jogo de puzzle que aprendam rapidamente os controlos e que melhorem progressivamente. Os controlos são precisos e o movimento da nossa personagem é fluído correspondendo assim numa experiência muito agradável em qualquer modo de jogo oferecido por Treasure Stack, a jogabilidade simples de aprender mas de difícil mestria é sem dúvida um dos pontos fortes deste indie.

(Não sei como te chamas Senhor Ninja… Mas és o meu novo arqui-inimigo… 103 Combo Streak?!?! Estava a jogar contra o campeão do mundo disto!!)

Visualmente Treasure Stack apresenta um grafismo em pixel art muito único e que encaixa que nem uma luva neste género e tipo de jogo. Ambientando numa época medieval, em certos momentos de menos confusão, podemos apreciar o cenário e os seus pequenos detalhes que adicionam ainda mais magia a este universo em que os tesouros são infinitos.

Aliado aos excelentes gráficos em pixel art e à sua única direcção artística, a banda sonora de Treasure Stack é excelente! Estilo retro, mas que vai evoluindo com o progresso do jogo e nos momentos mais frenéticos confere ainda mais adrenalina ao momento! Destaque ainda para os guias sonoros de tesouros a cair, itens especiais ou mesmo quando estamos prestes a perder… É muito fácil perdermo-nos no meio da jogabilidade mas os guias sonoros ajudam nos a ter atenção a outros pormenores que de outra forma poderiam escapar ao nosso desatento olhar.

Já no capitulo da performance, não há nada a apontar! Testei o jogo numa Xbox One X e em cada sessão não houve qualquer quebra de performance ou algum bug que frustrasse a minha experiência durante longos períodos de empilhamento de tesouros. Para os detentores de uma Xbox One X Treasure Stack oferece ainda gráficos melhorados em 4K Ultra HD.

(Sir Kaizord McStacker. A lenda do empilhamento de tesouros!)

Em suma, Treasure Stack eleva a fasquia para os jogos modernos de puzzles competitivos, com a esperança de a comunidade aumentar e se tornar mais competitiva, os jogadores podem esperar que Treasure Stack melhor consideravelmente com o passar do tempo e que as suas experiências sejam cada vez mais positivas quer para novatos ou jogadores mais experientes. Com um grafismo excelente e uma jogabilidade que não fica atrás, o que inibe Treasure Stack de ser um marco neste género são as navegações de menus (que podem ser melhoradas), alguns bugs visuais e a falta de um modo Solo mas que seja de competição na mesma, por exemplo, contra IA. Com muito potencial para ser melhorado, Treasure Stack é uma lufada de ar fresco no género e recomendo a todos os jogadores a experimentarem empilhar uns tesouros em Treasure Stack!

RESUMO

Prós
Pixel Art visualmente muito agradável
• Abrir baús de tesouro nunca foi tão gratificante como em Treasure Stack

• Jogabilidade rápida e frenética torna o jogo muito divertido
• Modo Local Co-Op está muito bem implementado

• Centenas de extras para desbloquear
• Curva de aprendizagem agradável
• Banda sonora exemplar, marca o ritmo de cada sessão

Contras
• Bug no modo Season não deixa ver as derrotas/vitórias mais recentes
• Navegação entre menus frustrante

Pontuação final: – 7/10

Treasure Stacks é muito mais que um sucessor espiritual de Wario Wood’s, apresenta-se moderno, com uma pixel art de invejar e com uma jogabilidade excelente para qualquer entusiasta de puzzles competitivos. Fácil de aprender e de difícil mestria, Treasure Stack é um excelente indie que oferece horas de diversão e muito conteúdo para explorar!

A equipa do Xbox PT Dummies agradece à PIXELAKES pelo envio do código do jogo para a realização desta review.

Não há votações ainda.

Vota neste artigo

Deixa uma resposta

O teu endereço de e-mail não será publicado.

Tu podes usar estes HTML tags e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>