Review – Stranded Sails – Explorers of the Cursed Islands – 5/10

Bruno Lopes

DATA DE LANÇAMENTO 17 de Outubro de 2019
ESTÚDIO
Lemonbomb Entertainment
EDITORA Merge Games
SINGLE-PLAYER  ✅
MULTIPLAYER ONLINE 
MULTIPLAYER LOCAL 
CO-OP ONLINE 
CO-OP LOCAL

CATEGORIA Acção, Aventura, Mundo-Aberto, RPG, Simulação
PREÇO 24,99€
PLATAFORMA ONDE FOI JOGADO Xbox One X
OPTIMIZAÇÕES PARA A XBOX ONE X
SITE OFICIAL

por Bruno Fernandes Lopes
brunolopes82

Se alguma vez tiveram o sonho (ou pesadelo) de ficar perdidos numa ilha deserta, Stranded Sails parece ser o jogo ideal para vocês! Tem crafting, cozinha e exploração numa mistura de aventura com simulação e acção, tudo isto num pacote visual que parece ter saído de um jogo da Nintendo.

A história é bastante simples: somos um pirata que, após um naufrágio, tem que cuidar da sua tripulação que está perdida pelas ilhas. Stranded Sails é um jogo que tenta agradar a uma miríade de jogadores diferentes, mas que no final entrega uma experiência simplista, onde somos levados pela mão e onde sentimos que o tutorial é do tamanho do jogo todo.

A nível gráfico, Stranded Sails cumpre num estilo anime/jogo da Nintendo bastante agradável, a lembrar algo como Animal Crossing, com cenários que parecem saídos de um jogo PS2 ou Xbox original, mas com uns efeitos mais modernos. Os efeitos de luz são bem conseguidos e ajudam no ciclo dia/noite que o jogo apresenta.

Muito semelhante a um Stardew Valley, Stranded Sails nunca chega aos patamares deste clássico indie: tem agricultura, pesca e outras actividades de sobrevivência, mas são quase opcionais e preteridas em função de uma história que se arrasta e arrasta por muito tempo. Se ignorares a história principal, o jogo chega a um impasse onde não avanças nada na tua sobrevivência e dos demais náufragos, ou seja, ou cumpres a história ou podes encher chouriços.

Embora exagere na repetição, o constante loop de jogabilidade de Stranded Sails (agricultura, pesca, cozinha, exploração, combate; agricultura, pesca,…) não é pavoroso, mas divertido não é de certeza. Está lá e apenas cumpre a sua função.

Temos 4 ilhas à nossa disposição onde encontramos os restantes náufragos que temos que ajudar ao dar comida, cortar árvores, matar esqueletos, etc, mas verdadeiramente não passa de fetch quests atrás de fetch quests. E, para isso, já basta o jogo do génio japonês que está na concorrência.

No fundo, Stranded Sails é um jogo bonitinho para jogar sem grande comprometimento, com uma história descartável e só para verdadeiros fãs deste género de jogos. No entanto, como se vê, existem opções muito melhores no mercado.

RESUMO

Prós
• Graficamente agradável.
• É divertido q.b.

Contras
• Combate simplista.
• Mecânicas de survival pouco desenvolvidas.

Pontuação final: 5/10

A equipa do Xbox PT Dummies agradece à Evolve PR, ID@Xbox e Merge Games pelo envio do código do jogo para a realização desta review.

Não há votações ainda.

Vota neste artigo

Deixe uma resposta

Next Post

Retrospectiva de 2019 na comunidade gamer portuguesa

(Página 1 para o Resumo, Página 2 para as Previsões passadas, Página 3 para os resultados do questionário!) Mais um ano passou, mais uma lista de jogos incríveis, mais momentos para a história, mais motivos para ansiar pelo futuro. Ora vamos então à recapitulação mensal e opinião dos fãs? Janeiro […]