Facebook
Twitter
Youtube
Discord
Mixer

Review – Hero Express – 10/10

ID@Xbox Indie Reviews Xbox One Xbox One X

DATA DE LANÇAMENTO 5 de Julho de 2019
ESTÚDIO Fantastico Studio
EDITORA Fantastico Studio
SINGLE-PLAYER ✅
MULTIPLAYER ONLINE ❌

MULTIPLAYER LOCAL ❌
CO-OP ONLINE ❌
CO-OP LOCAL ❌

DLC ❌
CATEGORIA Aventura, Corrida, Indie
PREÇO 4,99€
PLATAFORMA ONDE FOI JOGADO Xbox One X
OPTIMIZAÇÕES PARA A XBOX ONE X 4K Ultra HD, Xbox One X Enhanced
SITE OFICIAL

por Catarina Ferreira
CATpt93TAC

Poderão ver o nosso gameplay do jogo AQUI.

Sim, é verdade, um jogo com uma premissa simples pode oferecer o conteúdo que promete sem falhar propriamente. Hero Express introduz-nos a um mundo onde monstros gigantes invadem vários pontos do planeta e, dado que o herói é um bananas, cabe a nós, o Delivery Guy, carregar as ferramentas que ficaram esquecidas para trás. O Hero é quem derrota os inimigos, mas não sem a nossa ajuda!

Que cara… idiota, a deste “herói”…

Por isso, Hero Express consiste num curto jogo com 11 etapas de corrida 2D, onde iremos conduzir 11 veículos diferentes, desde uns que lembram táxis, a limusinas ou veículos que se conduz bem em mundos onde a gravidade é mais baixa. O objectivo é chegar à meta, mas isto não é tão fácil como parece.

Os terrenos não são o único desafio, dado que uma das primeiras dificuldades será levar os veículos a grandes encostas, tal é a sua força no motor… Há também que evitar cair em abismos, evitar aterrar de qualquer salto da pior maneira, lutar contra tempestades de areia ou neve, evitar acertar em bonecos de neve ou até zombies, evitar pedras ou pedaços de gelo que atrasam o veículo e fazem-no perder a força. E isto nem é o pior. O pior é a constante pressa em tentar apanhar o próximo item de combustível porque… o combustível não dura a viagem toda! E ainda se adiciona a isto o comportamento único de cada veículo, que pode ser super leve e andar que nem uma bailarina, ou ser 4×4 e ser um atrofio completo de conduzir.

TU NÃO CAIAS, ESTUPOR!

Felizmente, durante as etapas, existem itens que representam moeda de troca. No primeiro nível vê-se notas, noutro moedas, mas noutros tratam-se do que parecem ser cristais, minerais, entre outros. E por que é que isto é importante? Por mais que tentes, nunca vais conseguir fazer uma única pista à primeira. O carro simplesmente é pesado demais e não consegue subir uma colina. Nisto o combustível escassa quando tentas ganhar balanço e ele explode. Mas está tudo bem! As “moedas” que apanhaste pelo caminho acumulam, e servirão para comprar upgrades: motor, estabilidade, pneus e tracção. O motor é sem dúvida o mais importante, mas também de nada te adianta ter muita força sem teres tracção nas rodas ou estabilidade que te impeça que o veículo vire por tudo e por nada.

Para a próxima meto aqui um carro mais bonito…

Além das moedas que vais apanhando pelo caminho, em determinados trechos da pista ganhas um valor específico. São os waypoints que funcionam apenas pelo prémio, que só é ganho a primeira vez que lá passas e não grava progresso, claro, pois cada vez que falhas tens que começar a pista de novo. Nem faria sentido de outra forma. Para ajudar, temos no cimo do ecrã uma linha que representa a pista, indicando-nos onde iremos receber mais moedas no próximo waypoint, onde está o próximo item de combustível e até o nosso recorde pessoal! Temos também dois itens únicos, um que nos faz saltar quando activado (pode ser bom ou mau…) e um que limpa os vidros (ecrã) quando passamos por algo nojento…

Apanhar um item, moedas ou qualquer outra coisa, é um regalo para os olhos e para os ouvidos. O aspecto visual é divertido e viciante, e o som utilizado de cada vez que se chega a um waypoint ou se apanha combustível depois do veículo estar a chorar e fazer o nosso coração sofrer, é a melhor coisa do mundo! Faz-nos sentir como o verdadeiro herói daquilo. Há também que reconhecer o esforço em oferecer diferentes temas, cada um com diferentes desafios e veículos. Andar nos EUA num pseudo táxi é fixe, assim como ir por uma selva onde nos arriscamos a mergulhar nos pântanos, percorrer um deserto imperdoável com uma ventania desgraçada ou até subir os desníveis únicos na China.

“Oh man, I love the beach.” *suspiro*

O jogo é sem dúvida divertido, colorido e viciante. Defeitos é difícil arranjar, só se for o facto de não ter mais. Facilmente me entreteria com 300 pistas com vários veículos. É o quão viciante isto é! Ao caçar Achievements, nota-se que muitas pistas são mais fáceis e se completam mais cedo que outras, acabando por ser preciso arranjar moedas e moedas repetidamente para se comprar os upgrades necessários para ouvir aquele “plim” na consola.

Pensaram numa forma de destruir o explodir com o veículo se ficar preso em algo. Até pensaram em colocar uma contagem decrescente caso se faça pausa numa pista por algum motivo, para evitar termos que nos lembrar onde estávamos ou sermos apanhados de surpresa. Pensaram em tudo! Tudo isto a um preço mais que acessível. E até proporciona umas boas horas! Quando sai o próximo, mesmo?

RESUMO

Prós
• Visuais cativantes
• Som viciante
• Jogabilidade divertida
• Preço
• Diferentes hipóteses nos comandos
• Diversidade de temas, veículos e características
• Soluções pensadas de antemão para pausas no jogo ou a eventualidade do veículo ficar preso

Contras
• Quero mais e não há… Já acabei tudo!

Pontuação final: 10/10

Uma boa dose de diversão e extremamente viciante. Fica-se a querer mais…

A equipa do Xbox PT Dummies agradece à Fantastico Studio e ID@Xbox pelo envio do código do jogo para a realização desta review.

Não há votações ainda.

Vota neste artigo

Fundadora do projecto Xbox PT Dummies, Escritora, Reviewer e Designer

Deixa uma resposta

O teu endereço de e-mail não será publicado.

Tu podes usar estes HTML tags e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>