Facebook
Twitter
Youtube
Discord
Mixer

Review – Crash Team Racing Nitro-Fueled – 8/10

Reviews Xbox One Xbox One X

DATA DE LANÇAMENTO 21 de Junho de 2019
ESTÚDIO
Beenox
EDITORA Activision
SINGLE-PLAYER ✅
MULTIPLAYER ✅

CO-OP ONLINE ✅
CO-OP LOCAL ✅

CATEGORIA Acção, Arcade, Corridas
PREÇO 39,99€ | 59,99€
PLATAFORMA ONDE FOI JOGADO Xbox One X
OPTIMIZAÇÕES PARA A XBOX ONE X HDR10, Xbox One X Enhanced
SITE OFICIAL

por Tiago Ruão
IOverdoneCrownI

Poderão ver o nosso gameplay do jogo AQUI.

Desde que foi anunciado, toda a gente ficou com um grande hype em relação ao Crash Team Racing Nitro-Fueled, pois iríamos poder jogar um jogo da nossa infância. Finalmente o jogo saiu e está tudo igual, mas o facto é que isso não é necessariamente bom. O jogo poderia estar igual mas com muitas coisas novas, o que não é bem assim.

No modo História, tens um mapa mundo onde vais em busca das provas que podes participar, e onde podes fazer save game ou load game. As provas em que podes participar normalmente piscam para saberes que podes ir para aquela corrida.

Cada corrida pode ser feita 3 vezes. Na corrida normal, ganhas uma taça se ficares em primeiro. Quanto mais taças tiveres, mais provas irás desbloquear. Depois de fazeres a corrida, podes voltar a fazê-la para ganhares a Relic. A prova será diferente, porque consiste em acabares a pista no tempo estipulado. As provas de CTR são como uma corrida normal, apenas muda a taça e o nome. E por fim, as provas de Crystal, onde apanhas todos os cristais o mais rápido possível. Ou seja, torna se um pouco repetitivo e chato de se fazer.

Depois de completar todas as corridas irás ter um boss e, quando o derrotares, ganhas essa personagem, karts, cores, stickers, etc. Os karts não mudam em nada se irás ser mais lento/a ou mais rápido/a. O que muda são as personagens, por isso escolhe bem que personagem irás escolher para defrontar o boss. Irás também poder mudar de personagem sempre que quiseres, excepto durante as corridas. Ou seja, cada personagem tem as suas estatísticas, se é melhor a curvar ou no boost, entre outros, o que não faz sentido, pois o kart é que deveria ditar se és mais lento ou mais rápido. Portanto, podes customizar o kart, mas nada importa mesmo a nível prático. Em cada corrida que acabas, ganhas umas moedas que servem para comprar karts, rodas, cores e outros no Pit Stop.

Em Crash Team Racing Nitro-Fueled, irás ter vários tipos de modos de jogo em Local PlaySingle Race, uma corrida única onde podes escolher a pista e a personagem, o kart e até a dificuldade e podes escolher teres o mirror mode ou não (o mirror mode é a pista ao contrário); em Cup Race tens várias provas em que podes escolher e saíres vitorioso/a delas.

No modo Battle tens as vertentes Limited Battle, Capture The Flag, Crystal Grab, Last Kart Driving e Steal The Bacon, ou seja, tens várias opções por onde escolheres. No Limited Battle, ganha quem atingir mais os inimigos com os power ups. Em Capture The Flag, para ganhares tens de capturar a bandeira inimiga e trazer para a teu portal de equipa (base). O Crystal Grab consiste em apanhares o maior número de cristais possível. Podes ser ganancioso/a, por isso mas não te deixes atingir senão irás pagar bem por isso. Last Kart Driving é parecido com o Limited Battle, mas aqui terás de atingir os teus inimigos o mais que possível sem seres tu atingido/a de volta, pois tens um limite de vidas até seres o último kart em pista. Por fim, Steal The Bacon é tipo o Capture The Flag, a diferença é que só existe uma bandeira e tu terás de o capturar e trazeres para o teu portal (base).

Como o habitual, o modo Time Trial baseia-se em quebrares o recorde de pista, tentando ser o/a mais rápido/a. De forma semelhante, a Relic Race implica que acabes a pista dentro tempo estipulado. O CTR Challenge é basicamente uma corrida normal. Já no Crystal Challenge tens que apanhar todos os cristais o mais rápido possível antes de acabar o tempo.

Tens também o modo ONLINE em que podes fazer um Private Match e convidar amigos para jogar contra eles. Em “Friends” podes ver se os teus amigos estão a jogar ao jogo e se te podes juntar. No Matchmaking podes-te juntar aos lobbys para jogares contra outros jogadores, em corrida normal (Race) ou Battle.

Não existe qualquer modo rank no jogo. Tens apenas o modo Grand Prix onde podes fazer desafios para ganhares, karts, etc. Esses desafios são os Quick Challenges, Daily Challenges, Weekly Challenges, Themed Challenges e Pro Challenges.

A jogabilidade está igual e os controlos também, o que eu não goste, pois hoje em dia estes estão ultrapassados e não ajuda no gameplay, o que dá uma sensação agridoce… Graficamente está muito bom mesmo, as personagens, o ambiente e os cenários estão muito bonitos. O som do jogo está muito bom e relembra-nos o tempo em que éramos crianças e a jogarmos com os amigos na nossa casa.

No fundo, Crash Team Racing Nitro-Fueled é um jogo que nos relembra a infância a jogar com os amigos, mas que não traz muito de novo a este futuro em que vivemos. Um jogo bom mas nada de mais no género.

RESUMO

Prós
• Um grafismo muito bom.
• Som magnífico que nos faz lembrar o jogo antigo, mesmo os próprios power ups.
• Grande variedade de personagens, modos e pistas.
• Modo história diferente no que toca ao género de jogo e poucos menos tornando assim mais apelativo o jogo.
• O modo Grand Prix que te dá desafios para continuares a jogar.

Contras
• Não tem modo rank online.
• Karts, rodas, etc, nada influencia tornado-te mais rápido/a ou mais lento/a.
• Mapa de controlos de jogo muito ultrapassados e nada ajuda no gameplay.
• Certos bosses por vezes são frustrantes.

 

Pontuação Final: 8/10

Um jogo remasterizado com muito conteúdo e muito bonito, mas com um mapa de comando que não ajuda em nada na jogabilidade.

A equipa do Xbox PT Dummies agradece à Ecoplay e Activision pelo envio do código do jogo para a realização desta review.

Não há votações ainda.

Vota neste artigo

Deixa uma resposta

O teu endereço de e-mail não será publicado.

Tu podes usar estes HTML tags e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>