Facebook
Twitter
Youtube
Discord
Mixer

Halo: Últimas teorias explicam o trailer de Halo Infinite e rumores apontam novamente para Halo 3 Anniversary

Halo Microsoft Notícias PC Rumor Trailers Xbox One

Já passou mais de um mês desde que finalmente tivemos um vislumbre de Halo na E3 de Junho, mas não tivemos mais novidades e provavelmente será o caso durante algum tempo. Mas os fãs de Halo de longa data não descansam e já fizeram de tudo para esmiuçar os pormenores do trailer, pormenores esses certamente nada deixados sem propósito pela 343 Industries. O trailer não tem sido o único tópico desde que o novo motor de jogo foi anunciado, já que os rumores de um Halo 3 Anniversary começaram a surgir de novo. Talvez se estejam a perguntar o porquê de dois temas distintos estarem juntos num artigo só, mas já aí vamos.

Na E3 provavelmente todos nós demorámos algum tempo a começar a pensar em Halo quando vimos uns gráficos que nada lembravam o que temos visto desde Halo 4, animais estranhos e cenas completamente misturadas. Mas lá apareceram os Marines a precisar de serem resgatados e finalmente vemos o capacete do eterno Master Chief. Para terminar, ainda vimos um warthog e percebemos que tudo aquilo se estava a passar num Halo.

Este trailer teve algo de diferente desde que a 343 Industries pegou no franchise. A polémica continua. Uns gostam dos jogos por serem Halo, outros dizem que o franchise nunca mais foi o mesmo desde que saiu das mãos da Bungie. A 343 tem feito mudanças desde o seu primeiro jogo e voltado atrás em muitas decisões que os fãs criticaram, como a falta de split-screen e o foco exagerado no Spartan Locke num jogo que deveria estar centrado no Spartan 117. Mesmo após garantirem que o split-screen voltará e que se focarão definitivamente no personagem mais icónico da Xbox, muitos ainda sentem que isso não será suficiente. O Halo não é o que era.

Talvez não tenha sido, e por isso este trailer foi tão adorado. Vemos sim, um motor de jogo diferente, coisas completamente novas num videojogo, como a aposta numa vida selvagem mais diversificada e mais presente, mas algo familiar estava lá. O ambiente das últimas imagens lembra a África retratada em Halo 3, e a armadura antiga do Master Chief juntamente com aquela música em piano que ouvimos nas nossas consolas pela primeira vez em 2007, deixou aquele arrepio no corpo, aquela nostalgia e aquela lágrima no canto do olho.

Embora o trailer seja mais para demonstrar o aspecto de Halo graças ao novo motor de jogo, o Slipspace Engine, talvez haja mais nisto do que parece. Já há todo o tipo de teorias, e até vos convidamos a pesquisá-las todas melhor, mas há uns pontos importantes em foco. Sabe-se apenas, para já, que o novo jogo continuará a história deixada em Halo 5: Guardians e que terá lugar num Halo. Não temos um jogo que realmente tenha lugar num Halo desde 2007, na missão final de Halo 3. Irónico, não é? A última vez que vimos um foi no final da campanha de Halo 5: Guardians, enquanto ouvíamos a Cortana a cantarolar. E em Halo Infinite estaremos de volta a uma arma gigantesca que nos é tão familiar.

E história? No final de Halo 5, sabemos que a Cortana planeava trazer paz à galáxia talvez não da melhor forma, ignorando completamente os apelos de John. Ela ainda tenta vingar-se na nave Infinity, mas a tripulação consegue escapar num salto no espaço. Ainda temos também a história de Halo Wars 2 e o seu último DLC. Embora seja ignorado por muitos, o jogo tem um papel essencial na história, pelo menos na sua ligação com os eventos de Halo 5. A professora Anders é encontrada no novo Halo a meio do seu salto no espaço por um dos Guardians a comando de Cortana. O DLC Awakening the Nightmare poderá também ter um papel crucial na história. Afinal, os Flood estão à solta outra vez, e todos sabem como um simples espécime pode arruinar planetas inteiros. O regresso dos Flood é algo muito antecipado e talvez chegue precisamente no próximo Halo.

Mas o trailer deixa outras pistas. Uma inscrição numa pedra, uma mensagem num walkie talkie em código morse e uma data no Pelican caído. Claro, os fãs já decifraram algumas das pistas, mas nada indica nada de concreto, apenas mais teorias. A inscrição na pedra parece dizer “Enemy Within” (Inimigo Dentro), podendo referir-se aos Flood, dado que cada Halo tem espécimes guardados em zonas supostamente seguras. O código morse parece traduzir-se em “SOS ZETA HALO GRD“, claramente um pedido de socorro para alguém que esteja num Halo, mais precisamente a Instalação 07, como muitos suspeitam. Já a data que se vê no Pelican é 27 de Maio de 2560, cerca de ano e meio após os eventos de Halo 5 e um ano após os eventos de Halo Wars 2. Muito pode acontecer em um ano portanto provavelmente teremos que nos colocar a par de muita coisa. Claro, a data pode não significar nada em concreto. E alguns até sugerem que seja um easter egg a apontar para uma Beta ou até data de lançamento em 2019 ou posteriormente.

Estas pistas não é tudo o que andam a esmiuçar. Master Chief parece regressar às raízes com a armadura Mark VI usada em Halo 2 e 3, e há quem tente explicar o porquê, sugerindo que possa ser para evitar que a Cortana tenha controlo da armadura do Spartan depois das alterações que ela lhe fez entre Halo 3 e Halo 4, por exemplo. No final do trailer vemos também o Chief a colocar um chip de uma AI e várias teorias apontam para Roland, uma nova Cortana e até uma versão de 343 Guilty Spark. Mas isto não passa de especulação, claro. Pode ser apenas representativo do novo motor de jogo. Já a armadura não parece ser o caso.

E que tem Halo 3 a ver com tudo isto? À primeira vista, absolutamente nada, mas há quem acredite que há motivos para acreditar que um remake está a caminho. John Junyszek, um dos membros da equipa da comunidade de Halo na 343 tem partilhado algumas imagens que sem dúvida são relacionadas com Halo 3, como um pedaço do conhecido diorama utilizado nos trailers promocionais do jogo na altura. John partilhou também umas fotos dele mesmo a usar a nova t-shirt distribuída pelos trabalhadores do estúdio, com “Halo Infinite” à frente e a conhecida palavra “Believe” nas costas, referente obviamente a Halo 3.

Pode ser tudo apenas teorias, mas faz-nos perguntar qual o propósito em ter o Halo 3 lembrado tantas vezes pelos membros da 343 e até no próprio trailer de Halo Infinite. Isto ainda se junta ao encontro “acidental” em finais de Junho revelado por Marty O’Donnell, compositor da banda sonora dos Halos do tempo da Bungie, com a voz da Cortana, Jen Taylor, e ainda Joseph Staten, um dos responsáveis por grande parte do trabalho feito na trilogia original e até por escrever alguns dos livros da saga. De momento, apenas Jen Taylor está envolvida no franchise. Será o regresso de Staten e O’Donnell? Para já tudo aponta para isso. Mas veremos.

As referências ao que é considerado por muitos o melhor Halo são notórias e parece que toda a gente começou a lembrar-se do Halo 3 sem motivo algum. Há quem acredite que tudo aponta para um remake em formato de Halo 3 Anniversary, e até para um bundle que junte o jogo com Halo Infinite quando este lançar. Embora Halo CEA e Halo 2 Anniversary (no Halo MCC) tenham saído exactamente 10 anos após os originais, nada impede de haver um remake de Halo 3 e, embora não seja um número redondo, talvez o lançamento de Halo Infinite seja o momento e a desculpa certa para tal.

Mesmo que nada seja certo, para quem deseja ver tal acontecer, talvez devam fazer o mesmo que nos apontam: Believe.

Não há votações ainda.

Vota neste artigo

Fundadora do projecto Xbox PT Dummies, Escritora, Reviewer e Designer

Deixa uma resposta

O teu endereço de e-mail não será publicado.

Tu podes usar estes HTML tags e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>